segunda-feira, 28 de maio de 2018

O Mecânico - Completo





























Algumas curiosidades:

Uma das coisas mais interessantes quanto aO Mecânico é que essa talvez seja a história mais velha do Retnuh até agora. Antes de começar a produção do que vocês conferem aqui, As Aventuras de Retnuh passou por um bocado de fases e direções. A primeira delas já tinha até um número relativamente grande de ideias e planos, mas, acabou sendo deixada de lado por diversos motivos.
Na quarta história desse ciclo, Retnuh, Sakura e Nex iriam a uma confeitaria (ainda não era a Confeitaria do Joe, que apareceu de maneira bem importante em histórias passadas) para comprar um bolo. No processo, o lugar seria assaltado, e Nex salvaria o dia. A história progredia, então, com menções e vários outros personagens que seriam importantes para aquela fase.
Mesmo com essas ideias iniciais sendo deixadas de lado, uma paródia de super-herói com o Nex no papel principal se manteve firme e forte, tanto que temos um resultado aqui.

A ideia de um herói chamado "Mecânico" também é um assunto um tanto divertido, e até um pouco velho. A ideia veio há muitos anos, quando, em uma brincadeira, alguém salvou um outro de um perigo, e, ao ser perguntado quem ele era, o herói respondeu, de maneira completamente aleatória, e sem nenhuma relação com o que ele fazia de fato, "Eu sou o Mecânico!".

O vilão da terceira parte (e da segunda, até certo ponto), o Sr. Cueca, também é fruto de uma velha ideia. Ele seria um tipo de vilão-piada, um personagem que não representava nenhuma ameaça de fato, e que apenas serviria como alívio cômico. Sua primeira aparição é justamente nesta trilogia, e essa também marca a primeira vez em que ele foi desenhado.
A ideia que você vê na história mostra um tanto o quão confortável e pouco preocupante ele é: não só ele usa um roupão de banho, ele nem está usando sapatos, e sua roupa de baixo é visível. No entanto, o design original dele era bem diferente, mais parecendo um ninja de peso. O design original, no entanto, não combinava nem um pouco com o que o vilão faria na história, sem falar que não dava a ele a autoridade necessária para ele ser um chefe (apesar de cômico).



Eu gostaria de terminar fazendo um daqueles textos que você vê em filmes de super-herói hoje em dia, confirmando se alguém vai voltar para uma nova história. Mas, como os personagens são poucos, isso seria dolorosamente redundante.
Então, ao invés disso, eu gostaria de terminar com outra coisa, também comum em filmes de super-herói hoje em dia: cenas depois dos créditos! Mas, como não há créditos finais em histórias em quadrinhos (ainda mais quando elas são feitas por uma pessoa só), vamos chamar isso de uma "imagem depois das curiosidades-que-ninguém-pediu-pra-ler". É, parece certo.


O tempo certo para falar sobre o que será isso virá logo.
Enfim, muito obrigado por ter lido aqui! Nos veremos de novo em breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário