segunda-feira, 28 de março de 2016

As aventuras de Retnuh #24

Leia essas primeiro!
#15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23


Regra #892 do Manual de Vilania: nunca deixe o mocinho questionar sua lógica. Dizem que dá azar.

Essa foi uma boa chance de dar uma praticada no chifrudo aí, e, puxa, esse bico dos tricerátopos é interessante de fazer. Quase que ele tem dentes também, mas, além de feio, não teria muito a ver. Não que a história esteja tendo algum sentido, mas, estou divagando.
Semana que vem, as coisas pegam fogo. surgirá o capítulo desta ridícula empolgante saga!

Uma ótima semana para vocês!

segunda-feira, 21 de março de 2016

As aventuras de Retnuh #23

Veja da #15 em diante antes de ler essa aqui!! (#15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22)


Mas que momento conveniente para atirar um Easter Egg em forma de continuidade e de dispositivo pra avançar esse acidente de trem, quer dizer, trama impecável.
Desculpem se a tirinha parece meio apressada, os últimos dias têm sido bem ocupados. Por outro lado, ando me divertindo com os quadrinhos bem mais do que eu deveria.

A propósito, vocês viram a última tirinha no Colors!? Mostra o quanto tempo eu passei naquele tricerátopo safado.

Admito que não tenho muita coisa pra dizer hoje, não sem iniciar uma guerra política sem precedentes por aqui. Então, é isso aí.
Uma semana maravilhosa para todos vocês!!

segunda-feira, 14 de março de 2016

As aventuras de Retnuh #22

Vê da #15 à #21!!

Pronto! Pode começar a ler!



Como prometido, o bicho pega agora. É, Retnuh, eu acho que você deveria ter se contentado com o bolo da padaria da esquina.
Essa foi, provavelmente, a tirinha que mais demorou pra ser feita (passando de duas horas, aqui no cronômetro). E a culpa disso tudo foi do sr. Tricerátopo aí... Precisei redesenhar três vezes... É o que acontece quando você é um jegue que nem eu que tenta fazer algo dessa magnitude sem treinar primeiro.
Quando a tirinha chegar no Colors! nesse domingo, vocês vão ver o processo maravilhoso que foi.

Seja como for, é satisfatório mostrar uma espécie nova por aqui, mesmo que tenha dado tanto trabalho. Com o que mostramos aqui, acho que está quase na hora de montar um catálogo com cada uma das espécies novas. Chegaremos lá, não se preocupem. Quanto ao tricerátopo, ele tem um nome, bem a cara de um personagem como ele, mas, vamos segurar isso por mais um tempo. Seria estranho revelar isso aqui.

Outro ponto é que, como vocês podem ter notado, a estrutura de quadrinhos está completamente diferente daquela que eu vinha usando por um tempo. A estrutura veio mudando levemente desde a #19, e, bom, acho que bate mais variedade, e me permite mais criatividade com os desenhos que vão estar em cada quadrinho. Tá mais legal que antes, com certeza!

E, com isso, vou fechando aqui. Desejo a vocês uma semana épica e maravilhosa! Até a próxima!!

sábado, 12 de março de 2016

As Crônicas de Nárnia - O Sobrinho do Mago e O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa [COMENTÁRIO]

C.S. Lewis é considerado por muitos como um dos nomes mais influentes da literatura fantástica. Se você cavar mais fundo, vai ouvir que ele pode, muito bem, ser o segundo maior escritor de fantasia de todos os tempos, perdendo apenas para o grande J. R. R. Tolkien, escritor e criador da Terra Média.

Caso você não faça ideia do que estou falando, C. S. Lewis é o criador de uma das terras de fantasia mais famosas dentro do mundo da Literatura, que se estendeu de maneira grandiosa à cultura pop atual, conhecida como Nárnia.
"As crônicas de Nárnia" é uma das mais famosas e influentes séries literárias de todos os tempos, com uma grande mitologia, cheia de detalhes, e do tipo que deveria ser conhecida por todos os fãs de literatura, seja ela inglesa ou não.

São sete livros ao todo, e todos eles podem ser encontrados de maneira muito conveniente no Volume Único (The complete chronicles of Narnia, na versão original), que contém, ao menos na cópia que eu consegui, pouco mais de 750 páginas, apresentando os livros não em sua ordem de publicação, mas em sua ordem cronológica.


 Eu havia comprado o livro há alguns meses, e, depois de passar um bom tempo deixando-o pegar poeira na minha estante, comecei a lê-lo onde e quando eu podia: esperando meu pedido do restaurante chegar, aguardando a hora de bater o ponto, e por aí vai.
Até o momento, já terminei os dois primeiros livros, O sobrinho do mago, e O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, e, serei honesto, tem muita coisa que eu gostaria de falar. Por conta disso, decidi fazer esta breve postagem, relatando minhas breves impressões da leitura como um todo. Estarei falando não só da narrativa, mas, também, do que eu pude pegar da tradução, dos personagens, e da construção de mundo feita por Lewis.

terça-feira, 8 de março de 2016

Feliz Dia Internacional da Mulher!! (A turma do Retnuh #7)


Feliz Dia da Mulher a todas as mulheres do mundo! Sem vocês, o mundo seria uma grande porcaria! Desculpem a minha homenagem super-atrasada (quase onze horas aqui!!), e minha forma bem... primitiva... de homenagear esta data. Mas eu não queria deixar o dia passar em branco, então... Feliz Dia da Mulher!
Espero que vocês tenham tido um grande dia e, caso não tenham tido, espero que essa postagem seja pelo menos uma coisinha boa no seu dia! Sorriam e sejam as grandes guerreiras que vocês são! Vocês merecem toda a alegria do mundo!

segunda-feira, 7 de março de 2016

As aventuras de Retnuh #21

Você já leu da tirinha #15 à #20? Então pode seguir!


E na próxima tirinha, Retnuh e Nex pulam um tubarão. Nah, eu sei que isso parece a maior besteira do mundo, mas, vai por mim, isso vai ter sentido mais à frente. Como eu disse, a propósito, as coisas estão começando a pegar. Parece que é uma verdadeira conspiração aqui! O que tem nesse bolo?! Por que ele é tão especial?! E quem é esse tal de Joe?! Tudo isso será respondido logo, logo.

Ah, e eu aproveitei a chance da vez pra mudar um pouco a estrutura dos quadros. Detalhe pequeno, eu sei, mas permitiu que eu pudesse explorar mais a história, e colocar os personagens em ângulos diferentes. O jeito das outras tirinhas já estava ficando monótono, pra ser sincero. Nada melhor do que pensar e agir fora da caixa! Isso também explica a maior concentração de diálogo do que das outras vezes. Tive que apertar um pouco o texto, então espero que não fique MUITO difícil de ler.

Em outras notícias (aproveitando a oportunidade que eu tenho pra escrever), assisti Por uns dólares a mais, um desses filmes de Spaghetti Western, divertido pra caramba, e com uma baita trilha sonora. Eu tinha feito uns tweets sobre isso, e, quem sabe, eu me coloque pra fazer uma mini-análise dele. Veremos...

Como sempre, desejo a vocês todos uma ótima semana, cheia de coisas épicas e fantásticas. Do jeito que as coisas andam, estamos precisando de algo assim...