sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Produções legais pro Natal - Parte 6: Rise of the Guardians

Diferente dos trabalhos da Pixar, a Dreamworks sempre me pareceu um tanto estranha... Apesar de ela conseguir criar algumas pérolas, como os dois primeiros Shrek, Como Treinar o seu Dragão 1 & 2, e Megamente, é inegável que ela também cria grandes bombas, como o recente filme Cada um na sua casa (pelo menos o trailer, que é horrível) e Bee Movie.


O importante, no entanto, é dizer que, quando eles acertam, é uma baita festa. Como essa é a última postagem para o Natal, vamos falar um pouquinho do filme Rise of the Guardians.

A premissa do filme é a de que os principais ícones de lendas e histórias infantis, Papai Noel, o Coelho da Páscoa, a Fada do dente, e alguns mais obscuros, como o Sandman e Jack Frost, unem suas forças para destruir um mal maior.
O grande ponto do filme é mostrar o quão importantes são esses personagens para as crianças do mundo, assim como suas tarefas. O dever deles é proteger as pessoas do mundo, em especial as crianças, de males não exatamente físicos, mas psicológicos: eles devem distribuir a alegria e a esperança a elas.

Pode parecer um tanto tolo para alguns, mas a ideia do filme funciona bem. O enredo do filme consegue se desenrolar de forma interessante, e é divertido o suficiente para manter você na cadeira por uma hora e meia.
Obviamente, não é uma obra prima, e muito menos um filme de excelente qualidade. O roteiro tem alguns furos bem óbvios, mas, ei... Queijo suíço é cheio de furos e é uma delícia, então...

Mas, como estamos falando desse filme por conta do Natal, é óbvio que tem alguma coisa natalina no meio! Isso vem na forma do Papai Noel e de sua oficina no Polo Norte. Diferente daquele bom velhinho amigável que os filmes insistem em mostrar, esse aqui é diferente: um forte sotaque russo,  um físico grande e intimidador, e o uso de duas espadas são características dele. Nunca o Papai Noel foi tão badass!
Na verdade, praticamente todos os personagens da trama foram adaptados para que se tornassem em guerreiros temidos: até o Coelho da Páscoa é intimidador!
O filme tem, por isso, várias cenas de ação, e vários momentos surpreendentemente épicos.

Agora... Eu não acho que classificaria esse como um filme de Natal, embora tenha muitos elementos natalinos nele. O motivo de falar desse filme agora é justamente aquilo que falei antes, a mensagem dele, de como esses personagens são importantes. São eles que representam grandes feriados e acontecimentos que nos ensinam a ter esperança e a aguardar de forma justa os dias futuros. Dê uma olhada, esse é um bom filme, apesar dos erros.

E, agora, termino essa lista citando mais algumas produções que você deveria assistir ou ouvir, para aproveitar que é Natal. É provável que elas mexam com seus sentimentos de maneiras diferentes. São apenas três:

- O Expresso Polar
- Feliz Natal, Charlie Brown
- O Quebra-Nozes

Com isso, eu me despeço. Feliz Natal a todos vocês, e um ótimo ano novo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário