domingo, 3 de agosto de 2014

Nem que a Vaca tussa (2004)

Filmes de faroeste são tão clichês que é difícil não gostar. Aquele ar do oeste americano já inspirou muitos nomes, e colocou vários outros no auge de sua fama.
Histórias de cowboys, bandidos, com aquela música característica, além de salões, prisões, gados e por aí vai... Isso tudo é tão charmoso que não me surpreende o que vemos a seguir.


Nem que a Vaca tussa é um dos melhores filmes dessa nova década, e sua trama é tão curiosa que ele não dá a mínima para a seriedade (o que era bem comum em filmes anteriores).
No caso, o filme conta a história de três vacas que partem em uma jornada para capturar o ladrão de gado Alameda Slim e usar a recompensa para salvar a sua fazenda da falência. É claro, que é muito mais complexo do que isso, mas vamos simplificar pelo bem do tempo.

Só a premissa já mostra que esse não é um filme para se levar a sério; é daqueles que você assiste, ri pra caramba, e, depois, sai cantarolando as músicas que você ouviu nele. Ah, e não tem problemas em ver outra vez.
Parte dessa facilidade em prender vem do fato de que os personagens são maravilhosos. As vacas, Maggie, Sra. Caloway e Grace, são hilárias quando em conjunto, e participam de algumas das cenas mais engraçadas do currículo da Disney até então.
Na verdade, até os personagens secundários são perfeitos. O cavalo Buck e sua obsessão pelo caçador Rico são um exemplo. Não existem caricaturas notáveis, nem exageros. Os personagens do filme são todos muito bem trabalhados.

O vilão, Alameda Slim, e seus parceiros, os Willys, estão dentre os mais engraçados desde o Capitão Gancho e Hades, rivalizando os dois, inclusive. A relação entre eles é o que gera algumas risadas, inclusive. Sério, a reação dos Willys ao ver Alameda disfarçado é muito divertida.

Serei sincero, existe um pouco de drama, mas esse lado é pouco explorado. O grande foco é a comédia. Inclusive, a comédia não está só no diálogo, mas em várias situações silenciosas, ou até mesmo em ângulo de câmera.

As músicas do filme são muito boas, e cabem bem à proposta. As cantadas são bem memoráveis também, superando as de Irmão Urso nesses termos.

Talvez eu seja um dos poucos que gostou pacas desse filme, mas acredito que é fácil se divertir com ele se você ir esperando estupidez (e não indo achando que vai ver outro Atlantis). Recomendo Nem que a Vaca tussa  pra todo mundo. É muito divertido, e eu garanto que você não vai se arrepender!

Comédia será o nome para o próximo filme também... Mas, tem um detalhe, a trama das vacas caçadoras de recompensa será a última em animação tradicional por um tempo. Ouso dizer que esse é também o final da era de ouro da Disney, na minha cabeça, é claro. Entrarei em mais detalhes na próxima vez.
Espero que você goste do uso de CG, porque o próximo filme terá isso e um bando de animais falantes... Além de alienígenas... E um galinho muito pequeno... E uma trama bem non-sense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário